Então você recebeu um convite especial, ser madrinha de casamento e está se perguntando se deve ou não aceitar. Bom, um convite assim é feito somente à pessoas especiais, se a sua amiga lhe convidou é porque você é importante para ela e a amizade de vocês tem um significado especial.

Não hesite, aceite, pois para não aceitar é preciso uma justificativa muito forte, e se por acaso, sua resposta for negativa, nem apareça no casamento, seria uma grande desfeita.

Uma das atribuições da madrinha é organizar o chá-de-panela, use sua varinha de condão para ajudar sua amiga. Se quiser ser original pode variar e fazer um chá-de-banho, de despensa, profissional, ou chá-de-lingerie.

É bom ir se acostumando com novas responsabilidades, porque sua amiga vai ver em você seu braço direito e as tarefas serão muitas, como ajudar a organizar a lista de presentes e se for preciso ajudar na checagem dos preparativos.

Presente

Não é porque você foi escolhida para madrinha que o seu presente tem que ser O MELHOR E MAIS CARO, tem sim que ser um presente marcante, para que sempre que sua amiga olhar possa lembrar que foi você quem deu. Você pode ficar de olho na lista e escolher vários presentes que sejam significativos para eles, ou ainda se você souber de algo que eles estejam querendo muito, mas não colocaram na lista também é uma boa pedida.

Cerimônia

No dia da cerimônia, chegue antes pelo menos uns quinze minutos. Durante a cerimônia fique atenta, porque pode ser que o padre peça para que os padrinhos façam algo, como abençoar os noivos...

Na festa

Se a sua afilhada quiser circular um livro de assinaturas, para que as pessoas deixem mensagens, é você quem deve ficar responsável pela sua circulação, para depois que todos tenham assinado entregar aos noivos. Se ela preferir que sejam gravadas mensagens, oriente quem estiver filmando o casamento e as pessoas na hora da gravação.

Para poupar sua amiga de ter que ficar segurando o bouquê, você pode guardá-lo até a famosa hora em que ela irá jogar para as amigas solteiras.

Tecidos, qual escolher?

A escolha do tecido é diretamente influenciada pelo horário da cerimônia, se for pela manhã, linho, seda, crepe de lã são ideais e tecidos com brilhos devem ser evitados.

À tarde, seda, crepe georgette, musselina, xantungue e gorgorão e quanto mais o horário for avançando, mais elaborados vão ficando os tecidos.

À noite, cetim de seda, crepe de seda, tafetá e veludo se o casamento for no inverno. Um certo brilho pode até ser acrescentado, mas sem exageros.

Modelo

Se sua afilhada quer todas as madrinhas no altar com a mesma cor, veja com ela qual foi a escolhida e procure um modelo que fique bem em você.Importante: É bom lembrar que nenhuma roupa pode ter a mesma cor que o vestido da noiva. Se ela for usar branco, evite qualquer cor derivada e clarinha. Se ela for usar algo colorido, variações de tom são até permitidas, mas a mesma cor jamais.

Estar elegante é importantíssimo, você vai estar em um lugar de destaque, portanto combinar cada detalhe é fundamental. Se for alugar a roupa, programe-se com uma boa antecedência para que os ajustes possam ser feitos adequadamente e com tempo.

Chapéu

O ideal é que você não seja a única no altar a usar chapéu, por isso informe-se com as outras madrinhas e com as mães do noivo para saber qual vai ser o esquema. Ele deve combinar perfeitamente com seu rosto e estar de acordo com o horário do casamento. Quanto mais tarde, menores e mais elaborados eles devem ser, à noite podem ter brilho, desde que discretos.

Se você faz o estilo gordinha deve usar chapéu pequeno e de copa alta, porque eles levantam a silhueta e valorizam o rosto. Vestidos decotados ou de gola baixa pedem chapéus com abas ligeiramente mais largas. Chapéus de abas larguíssimas, são indicados somente em cerimônias durante o dia e, principalmente, no campo e de preferência se você for alta e tiver pescoço alongado.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar